Casembrapa

História


Em 28 de abril de 2006, foi registrada em cartório a Caixa de Assistência dos Empregados da Embrapa – Casembrapa. Sendo uma instituição com a finalidade específica, de direito privado, sem fins lucrativos na modalidade de autogestão patrocinada, a Casembrapa passou a ser a gestora do Plano de Assistência Médica dos Empregados da Embrapa. Com a finalidade de garantir assistência à saúde a empregados da Embrapa, ex-empregados da Embrapa e dependentes conforme regulamento do plano de assistência médica.

Entre as vantagens da mudança destacam-se a possibilidade de ampliação da rede credenciada, por meio de convênios com outras caixas de assistência e com planos de saúde de todo o Brasil e a possível criação de novas coberturas.

A diretoria da Caixa de Assistência é composta por indicação: 02 membros, empregados da Embrapa, indicados pela própria Embrapa e 01 membro, empregado da Embrapa indicado pelo Sindicato Nacional dos Trabalhadores de Pesquisa e Desenvolvimento Agropecuário (SINPAF), sendo que os 03 membros precisam ser aprovados pelo presidente da Embrapa em exercício, quando da aprovação, são empossados para mandato de 03 anos, podendo ser reconduzido por igual período.

A Embrapa assume a responsabilidade do pagamento de parte da contraprestação pecuniária para empregados ativos.


Missão

Manter planos e programas de assistência à saúde, dentro do equilíbrio financeiro, visando a preservação, o bem-estar e a melhoria da saúde e da qualidade de vida dos seus associados.


Visão

Tornar-se referência nacional na modalidade de autogestão, propiciando bem estar e atendimento de qualidade aos seus usuários, além de implantar programas de prevenção de doenças e qualidade de vida.


Valores

- Transparência na gestão e utilização de recursos;

- Ética na disseminação das informações;

- Valorizar o associado e seus dependentes;

- Excelência no atendimento aos associados;

- Confiança na rede credenciada; e

- Satisfação dos associados com os serviços médico-hospitalares contratados.


Diretrizes

- Cumprir e fazer cumprir o Estatuto da Caixa de Assistência na sua totalidade bem como do Plano de Benefícios registrado na Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS);

- Cumprir e fazer cumprir as normas emanadas pela Agência Nacional de Saúde Suplementar;

- Implementar as políticas e planos aprovados pelo Conselho de Administração.

- Atuar na defesa dos interesses dos associados, mantendo e ampliando a credibilidade da Caixa de Assistência junto à rede credenciada.

- Adotar política, de caráter permanente, de relacionamento com os associados e com a rede de credenciados;

- Projetar a Caixa de Assistência no âmbito interno e externo com a divulgação das ações e resultados obtidos;

- Buscar o equilíbrio financeiro dos planos de assistência, mantendo a qualidade dos serviços médico-hospitalar e laboratorial;

- Estudar a viabilidade de constituição de fundo de reserva para cobertura de procedimentos de alto custo;

- Implementar ações com propósito de tornar o Plano de Assistência Médica de âmbito nacional; e

- Disseminar informações aos associados, entidades parceiras e rede credenciada.